Não é que o Sol parou mesmo!!!

Em Josué 10:13 encontramos uma das mais formidáveis e estupendas intervenções do Deus Todo-Poderoso na natureza. Após a oração de Josué, o Senhor parou o curso do sistema solar! O escritor sacro, declarou: "E o sol se deteve...e a lua parou..." (Js. 10:13).
Os "espertinhos e sabidos", entretanto, não se conformam com a inerrância e infalibilidade genial do texto. Vamos analisar algumas das alternativas científicas propostas para este texto. Dizem alguns cientistas que o texto deveria ser:

1. "Foi a terra que parou em relação ao Sol..." Será mesmo que seria isso o correto?
Se a Bíblia tivesse caído na armadilha dos críticos insensatos, aí sim estaria incorrendo em um grande erro, pois se a terra tivesse parado, isso seria um tremendo disparate astronômico, todo o sistema solar sairia em disparada a 500.000 milhas por hora, deixando a terra fora de seu alcance. Se o texto tivesse dito que apenas a terra havia parado de girar, isso seria um outro tremendo disparate astronômico, a lua teria continuado a sua órbita em torno da terra e o sol também não teria ficado imóvel no céu.

2. "A terra e a lua pararam em relação a suas órbitas"
Se o autor tivesse dito apenas que a terra e a lua tivessem parado em relação às suas órbitas, isso seria um outro tremendo disparate astronômico: a lua poderia ter continuado a rotação em torno do seu eixo e a terra também, desacreditando completamente o milagre relatado no texto Bíblico, sendo um fenômeno insuficiente para cessar o movimento do sol no céu.

3. "A terra, a lua e o sol pararam de se mover em relação a suas órbitas cessando a translação e pararam a rotação em torno dos seus respectivos eixos e todos os outros possíveis movimentos"
Qualquer conceito humano semelhante ao declarado acima estaria pecando pelo excesso de palavras. Deus não precisaria incluir na Sua Palavra infindáveis fórmulas matemáticas de mecânica celeste de todos os astros, para fazer um milagre dessa magnitude. Já que ninguém sabe onde é o centro do universo e TODOS os movimentos conhecidos pelo homem são movimentos RELATIVOS e como tal, a declaração Bíblica está em perfeita harmonia com a lógica, o bom senso, pois o ponto de referência da linguagem de aparência deve ser o mais CONVENIENTE para o observador!

Do mais, a Bíblia continua soberana ao tempo, a ciência e a história. Como disse Charles Spurgeon: “Quem sou eu, apenas um cordeirinho tentando defender um Leão – As Escrituras Sagradas”. Com a palavra um renomado cientista americano: CRESSY MORRISON - Ex-presidente da Academia de Ciências de Nova York.

"Nós ainda estamos nos amanhecer da era científica,e todo o aumento da luz revela mais e mais a obra de um Criador inteligente". Nós fizemos descobertas estupendas; com um espírito de humildade científica e de fé fundamentada no conhecimento estamos nos aproximando de uma consciência de Deus. Eis algumas razões para minha fé:

Através da lei matemática podemos provar sem erro que nosso universo foi projetado e foi executado por uma grande inteligência de engenharia.

A Terra gira em seu eixo 1000 milhas por hora no Equador; se ela girasse 100 milhas por hora, nossos dias e noites seriam dez vezes mais longos e o Sol provavelmente queimaria nossa vegetação de dia enquanto a noite longa gelaria qualquer broto que sobrevivesse. Novamente o Sol, fonte de nossa vida, tem uma temperatura de superfície de 10.000 graus Farenheit, e nossa Terra está distante bastante para que esta "vida eterna" nos esquente só o suficiente! Se o Sol desse somente metade de sua radiação atual, nós congelaríamos, e se desse muito mais, nos assaria.

A inclinação da Terra a um ângulo de 23 graus, nos dá nossas estações; se a Terra não tivesse sido inclinada assim, vapores do oceano moveriam-se norte e sul, transformando-nos em continentes de gelo. Se nossa lua fosse, digamos, só 50.000 milhas mais longe do que hoje, nossas marés poderiam ser tão enormes que duas vezes por dia os continentes seriam submergidos; até mesmo as mais altas montanhas se encobririam. Se a crosta da Terra fosse só dez pés mais espessa, não haveria oxigênio para a vida. Se o oceano fosse só dez pés mais fundo o gás carbônico e o oxigênio Seriam absorvidos e a vida vegetal não poderia existir.
É perante estes e outros exemplos que NÃO HÁ UMA CHANCE em um bilhão que a vida em nosso planeta seja um acidente. É cientificamente comprovado, o que o salmista disse: "Os céus declaram a Glória de Deus e o firmamento as obras de Suas mãos."

Nenhum comentário: