Santa Ignorãncia!!!

Vemos nestes últimos dias que o maligno redobra seus esforços para frustrar a obra de Cristo em prol do homem, e a prender as almas com suas ciladas. Reter o povo em trevas é o objetivo que ele procura realizar com mais excelência e sutileza nos últimos anos.
Não se fazendo um esforço especial para resistir ao seu poder, prevalecendo a indiferença na igreja e no mundo, Satanás não se preocupa; pois que não se vê em perigo de perder os que está levando em cativeiro, à sua vontade.
As Escrituras declaram que em certa ocasião, os anjos de Deus foram apresentar-se perante o Senhor, Satanás foi também entre eles (Jó 1:6), não para curvar-se perante o Rei eterno, mas para favorecer seus maldosos intentos contra os justos.
Com o mesmo objetivo, ele está presente quando os homens se congregam para o culto a Deus. Posto que oculto das vistas, está trabalhando com toda a diligência para dirigir o espírito dos adoradores. E levá-los a adorar outra coisa ou ídolo, tirando assim a legitimidade da adoração que prestam.
Vendo ele o mensageiro de Deus examinando as Escrituras, toma nota do assunto a ser apresentado ao povo. Emprega então todo o seu engano e astúcia no sentido de moldar as circunstâncias, a fim de que a mensagem não atinja aqueles a quem ele está enganando a respeito daquele mesmo ponto.
Satanás bem sabe, que todos quantos ele puder levar a negligenciar a oração e o exame das Escrituras, serão vencidos por seus ataques. Portanto, inventa todo artifício possível para ocupar a mente.
É sua obra representar falsamente os intuitos de toda ação verdadeira e nobre, fazer circular insinuações e despertar suspeitas no espírito dos inexperientes. De todo modo imaginável procurará fazer com que, o que é puro a justo, seja considerado detestável a enganador.
A Bíblia foi destinada a ser guia de todos os que desejassem familiarizar-se com a vontade de seu Criador. Deus deu aos homens a segura Palavra da profecia. Os anjos e mesmo o próprio Cristo vieram para tornar conhecidas à Daniel e João as coisas que em breve deveriam acontecer.
O saber humano tanto das coisas materiais, como das espirituais, é parcial e imperfeito; portanto, muitos são incapazes de se harmonizar com as declarações das Escrituras e suas opiniões sobre a Ciência. Muitos aceitam meras teorias e especulações como fatos científicos, e julgam que a Palavra. de Deus deve ser provada pelos ensinos da, erroneamente chamada “ciência”, pois não estão cientes de nada, de fato, mas doutos de pura especulação.
Assim muitos se desviam da fé e são seduzidos pelo diabo. Os homens têm-se esforçado por serem mais sábios do que o seu Criador; a filosofia humanista tem tentado explicar mistérios que jamais serão revelados neste mundo temporal e passageiro.
O princípio que tornou Lúcifer em Satanás foi o mesmo. Tornou-se descontente porque nem todos os segredos dos propósitos de Deus lhe foram confiados. Satanás está pronto para suprir o desejo do coração do homem, e apresenta suas bulas em lugar da Verdade. Foi assim que o papado romano alcançou o seu poderio e influência demoníaca, sobre o entendimento dos homens; e, pela rejeição da verdade, visto que esta verdade implica numa cruz e na morte do “Eu” todo poderoso e suficiente. Assim muitos evangélicos estão seguindo o mesmo caminho.
O apóstolo Paulo, falando para uma classe de pessoas que "não receberam o amor da verdade pare se salvarem", declarou: "Por isso Deus lhes enviará a operação do erro, pare que creiam na mentira; pare que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade". II Tessalonicenses 2:10-12.
Satanás está bem ciente de que a mais débil alma que permaneça em Cristo é mais do que suficiente pare competir com as hostes das trevas, e que, caso ele se revelasse abertamente, seria enfrentado e vencido.
Devemos clamar ao Senhor sabedoria para compreender a Sua Palavra. Ali estão revelados os estratagemas do tentador. Satanás é perito em citar as Escrituras, dando sua própria interpretação, afinal ele é a primeira criatura na face da Terra a fazer a hermenêutica bíblica; dizendo: “Não foi assim que Deus disse...?”
Termino esta reflexão, perguntando: Não seria a nossa guerra espiritual, em certo sentido uma guerra teológica? E será que não necessitamos de mais devoção em nossa leitura bíblica? Afinal, não é por falta de entendimento que pereceu Israel, e hoje perecemos em nossas igrejas e em nossa vida cristã?

Soli Deo Gloria
Pr. Bruno dos Santos

Nenhum comentário: