Submetidos para liderar.

"Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus." Efésios 5:21.

Um homem estava lendo um livro sobre como ser autoritário, e decidiu começar no seu lar. Assim, apontou o dedo na cara da esposa, e disse: "De agora em diante quem manda aqui sou eu e as minhas palavras são lei! Quero que me faça uma refeição deliciosa e me prepare um banho. Depois, quando tiver acabado de comer e tomado o banho, adivinha quem me vai vestir e pentear o meu cabelo?" - "O agente funerário", replicou ela.

O rei Roboão tentou este tipo de autoridade e isso virou Israel contra ele. Quando ele começou a governar, o povo implorou-lhe que aliviasse os pesados impostos. Os seus anciãos aconselharam que ele atendesse este pedido, mas os seus amigos disseram-lhe que fosse ainda mais exigente do que o seu pai tinha sido. Como resultado de dar ouvidos aos seus companheiros, 10 das 12 tribos de Israel separaram-se e formaram um novo reino (II Crónicas 10:16-17).

Bons líderes não se apóiam no domínio - nem em casa, nem na igreja, nem nos negócios. Em vez disso, eles equilibram a autoridade com o princípio de se sujeitarem uns aos outros (Efésios 5:21). Eles escutam respeitosamente, reconhecem quando estão errados, demonstram uma vontade em mudar, e misturam bondade com firmeza. Esta é a liderança que verdadeiramente funciona! Flui pelo princípio da submissão.

OS MELHORES LÍDERES SÃO AQUELES QUE APRENDERAM A SER OS MELHORES SERVOS.

Sem medo de metas.

Duas palavras que ouvimos muito são metas e alvos. Ficar ouvindo alguém nos pedir as metas não é nada confortável, pois elas nos assustam. Mas, ninguém pode dizer que jamais conseguirá realizar os seus sonhos. Toda visão desperta sonhos. O nosso medo das metas vem das nossas referências ou experiências negativas. Há pessoas que se sentem incomodadas quando começam a ser cobradas, pois apresentam deficiência nas relações com os pais e com patrões, e por esta razão, apresentam dificuldades em lidar com as metas dentro de uma visão ministerial. O que faz alguém rejeitar as metas são os traumas que carrega na alma. Um líder acima de tudo, é alguém que sabe vencer traumas e metas. O que fazer para alcançar as metas no meu ministério e fazer com que meus discípulos me acompanhem?

1. Ministre amor e segurança e estabeleça metas de trabalho.
João 21: 16 “...Simão, filho de João, amas-me? Respondeu-lhe:Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Pastoreia as minhas ovelhas.”
Todo aquele que é amado e está seguro de que seu líder o respeita e o ama cumprirá metas propostas. Mas, quando ele se sente inseguro e a reunião se torna apenas de metas e cobranças, ele não responderá. Ame o discípulo provando que eles são importantes para você. Eles são importantes não porque lhe dão números, mas porque são vidas que valem mais que todo o universo.
2. Tenha um coração simples e mostre simplicidade aos seus discípulos.
Mateus 11: 29 “...aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração...”
Simplicidade é ter um coração acessível e facilitar os caminhos para que os discípulos cheguem a você. Quando isso acontecer, seus discípulos vão lhe amar e se sentir amados. O Reino não trabalha com números, trabalha com vidas.
3. Não trabalhe com contabilidade, mas com qualidade.
Lucas 15:7 “...haverá maior alegria no céu por um pecador que se arrepende...”
Lembre-se que o resultado que está atrás de você tem carne, pele, osso, cheiro, emoções, nome e precisa ser respeitado. Tenha no coração o mesmo sentimento do coração de Jesus que mesmo sendo seguido por grandes multidões sempre sabia reconhecer o valor específico de cada indivíduo.
Lembre-se: "As metas não existem para nos assustar, e, sim, para nos desafiar. Precisamos delas, pois desatam a nossa liderança e nos levam a descobrir a capacidade que temos, sem metas jamais descobriremos o nosso potencial".
Soli Deo Gloria
Pr. Bruno dos Santos

O ciclo da vida.

Geralmente, durante a jornada, as nossas metas se repetem.

Um pouco de paciência. - Arnaldo Jabor

Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados...

Muita gente iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia.Por muito pouco a madame que parece uma 'lady' solta palavrões e berros que lembram as antigas 'trabalhadoras do cais'... E o bem comportado executivo? O 'cavalheiro' se transforma numa 'besta selvagem' no trânsito que ele mesmo ajuda a tumultuar...

Os filhos atrapalham, os idosos incomodam, a voz da vizinha é um tormento, o jeito do chefe é demais para sua cabeça, a esposa virou uma chata, o marido uma 'mala sem alça'. Aquela velha amiga uma 'alça sem mala', o emprego uma tortura, a escola uma chatice.

O cinema se arrasta, o teatro nem pensar, até o passeio virou novela. Outro dia, vi um jovem reclamando que o banco dele pela internet estava demorando a dar o saldo, eu me lembrei da fila dos bancos e balancei a cabeça, inconformado...

Vi uma moça abrindo um e-mail com um texto maravilhoso e ela deletou sem sequer ler o título, dizendo que era longo demais. Pobres de nós, meninos e meninas sem paciência, sem tempo para a vida, sem tempo para Deus.

A paciência está em falta no mercado, e pelo jeito, a paciência sintética dos calmantes está cada vez mais em alta. Pergunte para alguém, que você saiba que é 'ansioso demais' onde ele quer chegar? Qual é a finalidade de sua vida?

Surpreenda-se com a falta de metas, com o vago de sua resposta. E você?
Onde você quer chegar?
Está correndo tanto para quê?
Por quem?
Seu coração vai agüentar?
Se você morrer hoje de infarto agudo do miocárdio, o mundo vai parar?
A empresa que você trabalha vai acabar?
As pessoas que você ama vão parar?
Será que você conseguiu ler até aqui?
Respire... Acalme-se...

O mundo está apenas na sua primeira volta e, com certeza, no final do dia vai completar o seu giro ao redor do sol, com ou sem a sua paciência...

NÃO SOMOS SERES HUMANOS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL. SOMOS SERES ESPIRITUAIS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA HUMANA.