SE DEUS É PAI, MUITO PASTOR VIROU BABÁ DE CRENTE!

Muitos crentes hoje em dia, parecem imunes a realidade do mundo, os fatos do dia a dia não mexem com seus brios, mentes abstraídas do espaço tempo que os cerca. Fome, injustiça, desigualdade social, miséria, e outras coisas tão comuns aos reles mortais, não tocam certos crentes em nossos dias que parecem viver em uma “espíritosfera” destituída de mundo real.

Brigar com um irmão é um sintoma antigo na humanidade. O fato mais importante entre os primeiros irmãos foi uma simulação que gerou um homicídio, afinal o ódio não tem preconceito, ele odeia todos igualmente. E essa máxima reside em muitas relações dentro dos rincões evangélicos. Muitos crentes sofrem de infantilidade, isto é, aquele que pratica atos ou ações de crianças, impensadas e irresponsáveis. Não possuem maturidade para lidar com assuntos mais densos e profundos.

Isso só torna eles mais relacionados com o mundo dos sonhos, do que com o mundo das pessoas. Deus não nos fez anjos, mas homens de carne e osso, que pensam, julgam, temem, possuem dúvidas e até rejeitam o amor de Deus. Gente é gente, e está repleta de defeitos que precisam ser tratados e cuidados, mas ninguém quer isso. Hoje o maior problema dentro das igrejas, está no fato de crentes confessarem seus pecados e admitirem seus traumas. As pessoas querem alguém que limpe suas fraldas e que as tratem como se não soubessem o que fazem! Quando dizemos a verdade ficam de bico e fazem birra ameaçando sair do chiqueirinho", me poupe! Eles não querem pastores, querem babás.

Nenhum comentário: