AS VEZES PARA CRER É PRECISO DUVIDAR!

“Pai perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem!
Esta oração é a prova que a mente de Cristo não é materialista! Deus não pensa nas categorias humanistas, a igreja em sua grande massa perverteu o Evangelho de tal maneira que a confusão está institucionalizada, e aquilo que as pessoas chamam de evangélico, em quase nada se parece com a doutrina de Cristo, a não ser o fato de usarmos a mesma Bíblia, obviamente com interpretações dissonantes entre si.
De acordo com Paulo, onde se prega um evangelho diferente do Evangelho de Cristo, esse lugar ou pessoa deve ser considerado maldito (anátema). Antonio Vieira dizia que a palavra de Deus na boca do Diabo, é considerada palavra do Diabo. Isto é, o simples fato de utilizarmos a Bíblia não faz de nós seguidores de Cristo. A vida cristã não está relacionado com usar uma Bíblia, mas em interpreta-lá e vive-lá de acordo com os princípios que norteavam a Igreja dos Apóstolos do Cordeiro.
A. W. Tozer afirmava que a fé verdadeira não é focar nossa atenção naquilo que não podemos ver procurando satisfazer nossa mente carnal, mas antes, ter o poder moral de confiar em Deus apesar das circunstâncias. Eu concordo plenamente com isso, afinal não podemos confiar em nossa capacidade imaginativa, nossa fé deve ser uma postura real diante do mundo e perante o Senhor.
Estamos vivendo um tempo em que as virtudes estão sendo vencidas pelos vícios, já não possuímos referenciais altruístas em nossa geração. O ideal de nossa geração é obter o último lançamento eletrônico, não porque precise ou seja de fato necessário, mas porque as coisas lhe conferem valor. Já não valemos o que somos, valemos o que temos.
O grande problema é que procuramos satisfação fora de nós, e Jesus sempre disse que a verdadeira satisfação estaria dentro de nós se Ele estive em nosso interior fazendo morada e convivendo dia a dia em nossos pequenos e grandes conflitos pessoais, nos ajustando para ser sua imagem e semelhança.
Se o evangelho dos evangélicos atuais não nos torna melhores, então este não pode ser o verdadeiro Evangelho. Creio na capacidade de transformação que Deus delegou a Sua Palavra, e se ela não transforma mais, estamos ouvindo palavras de homens. As vezes para crer é preciso duvidar! A Ele toda a Glória!

Nenhum comentário: