Crentes com Depressão. Isso é Real!

Quero expressar aqui, a minha indignação em relação a alguns segmentos da igreja evangélica, e principalmente alguns líderes muito mal informados, que relacionam o estado de depressão psíquico com algum tipo de prisão espiritual ou endemoninhamento.
Um homem como o profeta Jeremias seria classificado imediatamente como maníaco-depressivo, mas isso não significa que ele estava isento de possuir um arelação com Deus, afinal Deus tanto contempla a nossa alegria quanto a nossa tristeza como estados do ser.
Muitas são as causas da depressão. Ela pode ocorrer como fruto de uma disfunção neurológica de natureza química, pelo uso de entorpecentes como drogas e álcool, pelos traumas de perdas e acúmulos de complexos existenciais, como uma predisposição genética, e até mesmo como fundo de natureza espiritual, como uma opressão de cunho maligno.
Existem causas “dignas” de uma depressão e causas obscuras. Mas, tratar este sintoma com tanta leviandade por certos líderes cristãos, é que me causa um desconforto enorme. A falta de informação dentro das igrejas quanto a realidade da depressão é alarmante.
A depressão é antes de tudo uma angústia da alma. Ela pode ter causas objetivas ou subjetivas, o fato é que na maioria dos casos, a ajuda médica é necessária, e é preciso tomar um enorme cuidado no aconselhamento de pessoas que se encontram neste estado. Muitos líderes, por falta de conhecimento ou para não demonstrar certa “fraqueza” espiritual, propõem intermináveis reuniões de oração e libertação, e na maioria dos casos registrados a situação se agrava. 
É necessário sensibilidade e compaixão, afinal o próprio Jesus viveu momentos de depressão no Jardim do Getsêmani, e por isso ele tem compaixão daqueles que padecem desse mal. Crentes podem ter depressão sim, e isso é mais real e rotineiro do que a nossa vã filosofia triunfalista acredita.

Nenhum comentário: