PALESTRA: "INCRÍVEL DEUS" - Pr. Bruno dos Santos - IGREJA APOSTÓLICA VIDA NOVA



ENTRADA GRATUITA
DIAS 10-17-24-31 DE MAIO 
(A PARTIR DAS 20:00h)

Davi Silva – A mentira quando confessada, restaura a verdade de Deus em nossas vidas!



Fiquei tocado e profundamente emocionado com a confissão de Davi Silva e Mike Shea ontem pelo Youtube. Num vídeo em que os dois aparecem confessando o pecado da mentira nos testemunhos de Davi Silva ao pregar nas conferências da Casa de Davi, ministério exercido pelos dois.
Ao ver o vídeo, não fiquei escandalizado, mas glorifiquei a Deus pela coragem, determinação e sinceridade de ambos em tratar um pecado público de forma pública. Afinal, quantos pecados públicos da igreja, nós líderes, sabemos que são tratados de forma privada? Contudo, não estou exaltando o erro em detrimento do arrependimento. Erro é erro, e com ele vêm as conseqüências! Creio que o ministério Casa de Davi está vivendo a conseqüência desses erros do Davi, mas sei também que Deus está colocando cada vida em seu devido lugar de honra.
Quem não tiver pecado, que atire a primeira pedra! Foi o que disse Jesus, quando os religiosos e transeuntes julgaram a mulher pega em flagrante adultério. Mas não houve pedras, e sim misericórdia, perdão e restauração. Quando confessamos nossos pecados, é isso que recebemos de Deus: Misericórdia, Perdão e Restauração. E essa será minha oração pela Casa de Davi, por Mike Shea (que não se ausentou ou abandonou Davi Silva, ao ver o processo que seu amigo está atravessando) e principalmente ao Davi Silva e sua família.
Tive a oportunidade de conhecê-los pessoalmente em 2001, e foi benção pra minha vida. Não creio que o erro humano anule a verdade de Deus na vida de alguém. Aquilo que eles sempre pregaram tem o aval de Deus e é palavra de Deus, apenas o erro cometido foi de não se viver aquilo que se prega. Erro que aliás, é mais comum em nosso meio do que imaginamos. Mas isso é outra história.
Uma coisa é certa; Se pelo menos, uma parte da liderança evangélica tivesse a capacidade de confessar seus pecados com inteireza de coração e com sinceridade, Deus mudaria a história de nossa nação e da igreja evangélica brasileira. Afinal, a mentira quando confessada, restaura a verdade de Deus em nossas vidas. 




ASSISTA O VÍDEO DA RETRATAÇÃO DE DAVI SILVA AQUI: (PARTE 1 E 2)



Chico Xavier - O que o filme NÃO fala!

Recentemente assisti ao filme sobre a vida e obra de Chico Xavier. Ficção ou realidade? Creio que o filme fala por si mesmo. Mas o fato é que o Chico não foi aquilo que sua religião ou religiosos desejassem que ele fosse. O filme não retrata um homem com um censo de missão, mas um indivíduo perturbado com fantasmas e aparições que alteram completamente seu estilo de vida e o aprisionam em uma demanda existencial sufocante, forçando-o a ser um canal que ele nega ser, despersonalizando-o completamente, uma vez que ao incorporar tantos espíritos, perde-se em sua própria identidade como indivíduo. 

Forçado pelos espíritos vê-se escravo dessa missão, que ele mesmo afirma no filme não querer ou receber. Suas obras literárias já foram questionadas quanto a autenticidade, sua psicografia já foi tema de várias dissertações em direito civil e psicologia contrários à essas obras, mas acima de tudo o que vejo de forma acentuada no filme é a sua infelicidade, por ter a sua privacidade invadida por espíritos não convidados. E a sua vida anulada de forma gradativa, a ponto de em sua velhice, transformar-se em um ícone do espiritismo mundial, usado e abusado até o último momento pelos espíritos que não lhe deram descanso.

Mas gostaria de deixar meu parecer à pessoa humana de Chico Xavier. Ele foi um bom homem, tocado pelo sofrimento humano e cônscio dessa realidade no mundo. Chico jamais se viu cristão, afirmava ser espírita, por conta dos espíritos. Mas ansiava o Cristianismo e a obra de Cristo em seu coração. Se não fossem os espíritos e o Espiritismo, Chico com certeza estaria na galeria dos grandes cristãos anônimos.