29 de out de 2010

AS VEZES PARA CRER É PRECISO DUVIDAR!

“Pai perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem!
Esta oração é a prova que a mente de Cristo não é materialista! Deus não pensa nas categorias humanistas, a igreja em sua grande massa perverteu o Evangelho de tal maneira que a confusão está institucionalizada, e aquilo que as pessoas chamam de evangélico, em quase nada se parece com a doutrina de Cristo, a não ser o fato de usarmos a mesma Bíblia, obviamente com interpretações dissonantes entre si.
De acordo com Paulo, onde se prega um evangelho diferente do Evangelho de Cristo, esse lugar ou pessoa deve ser considerado maldito (anátema). Antonio Vieira dizia que a palavra de Deus na boca do Diabo, é considerada palavra do Diabo. Isto é, o simples fato de utilizarmos a Bíblia não faz de nós seguidores de Cristo. A vida cristã não está relacionado com usar uma Bíblia, mas em interpreta-lá e vive-lá de acordo com os princípios que norteavam a Igreja dos Apóstolos do Cordeiro.
A. W. Tozer afirmava que a fé verdadeira não é focar nossa atenção naquilo que não podemos ver procurando satisfazer nossa mente carnal, mas antes, ter o poder moral de confiar em Deus apesar das circunstâncias. Eu concordo plenamente com isso, afinal não podemos confiar em nossa capacidade imaginativa, nossa fé deve ser uma postura real diante do mundo e perante o Senhor.
Estamos vivendo um tempo em que as virtudes estão sendo vencidas pelos vícios, já não possuímos referenciais altruístas em nossa geração. O ideal de nossa geração é obter o último lançamento eletrônico, não porque precise ou seja de fato necessário, mas porque as coisas lhe conferem valor. Já não valemos o que somos, valemos o que temos.
O grande problema é que procuramos satisfação fora de nós, e Jesus sempre disse que a verdadeira satisfação estaria dentro de nós se Ele estive em nosso interior fazendo morada e convivendo dia a dia em nossos pequenos e grandes conflitos pessoais, nos ajustando para ser sua imagem e semelhança.
Se o evangelho dos evangélicos atuais não nos torna melhores, então este não pode ser o verdadeiro Evangelho. Creio na capacidade de transformação que Deus delegou a Sua Palavra, e se ela não transforma mais, estamos ouvindo palavras de homens. As vezes para crer é preciso duvidar! A Ele toda a Glória!

27 de out de 2010

O QUE HÁ EM COMUM ENTRE MACEDO E MALAFAIA?

Estive analisando os fatos que correram na internet nestas últimas semanas, e que envolveram o Bispo Macedo e o Pastor Malafaia (a controvérsia entre o profeta velho e o profeta falso).



Na verdade analisei porque os dois teriam interesses em participar de uma discussão política que não lhes compete, uma vez que tornar público o voto pessoal não parece ser ético, em vista que de serem pessoas públicas e influentes?
Por quê entrariam em debate sobre este ou aquele candidato, pois convenhamos, não estamos querendo saber quem é melhor??? Estamos discutindo quem é o MENOS PIOR entre Dilma e Serra, ou não?

Muito simples a resposta à isso tudo:

O ministério público arquivou todos os processos contra a IURD e o Bispo Macedo, e isso custaria um preço neste período de campanha eleitoral, o voto de mais de 5 milhões de pessoas que compõem a igreja Universal, além das claras montagens editadas pelos noticiários e portais da rede Record que defendem Dilma e atacam Serra.

Do outro lado temos o “o pastor mais famoso do movimento evangélico” (de acordo com o Ratinho, é claro), o Pastor Malafaia que defende José Serra. Afinal Silas Malafaia também representa um “nicho” eleitoreiro grande, são aqueles oriundos e  dissidentes das Assembléias de Deus e que vêem nele uma “outra via” da denominação, além disso Silas possui um desejo enorme de uma concessão na teve, e isso é um ótimo motivo para defender a candidatura de Serra, pois caso ele ganhe, com certeza Silas conseguirá o que quer, esperam e vejam.

Discussões como aborto, guerrilha, maconha, etc., são apenas o pano de fundo para justificar suas REAIS intenções. Termino dizendo que os dois estão certos quando falam um do outro: Um é profeta velho e o outro é profeta falso, nisso eu concordo!

21 de out de 2010

Por quê todo cristão deveria assistir ao filme "Tropa de Elite 2"?

Fui assistir ao filme: “Tropa de Elite 2. O inimigo agora é outro”. O longa mostra um Brasil em franco crescimento...da corrupção e roubalheira política. O uso da máquina do estado é o principal tema no crescimento das milícias no Rio de Janeiro. É um filme violento, com mortes e sangue pra todo lado. Os diálogos são praticamente feitos de palavrões e expressões nada usuais. Mas, contrariando o que normalmente tenho por norma - recomendar que não se veja filmes com esse tipo de conteúdo - acredito que esta produção deve ser vista por todos os cristãos, desde que sejam maiores de idade ou acompanhados pelos pais. Por quê?
O filme tem a capacidade de diagnosticar o problema que existe. Esconder o mal só serve para mascarar a doença. No caso de Tropa de Elite 2, mesmo que a aparência da ferida seja repugnante, esse é um sacrifício que se faz em busca de uma cura. O filme deixa muito claro que o mundo jaz no maligno, e expõe o lado sujo e condescendente do Brasil e das autoridades públicas que ao invés de proteger, se valem da burocracia e do medo e necessidades sociais para alcançar poder e recursos em benefício próprio. Mas ainda o mais gritante no longa metragem é a capacidade de manipulação da massa popular por meio da teve e do marketing partidário ideológico. O filme é um retrato real, e se vale da ficção para denunciar aquilo que as autoridade e políticos negam ver. O sistema ruiu e só piora a situação a cada ano.
Assistir a um filme assim, também nos faz refletir sobre o nosso papel como igreja em um contexto social que deve sair das amarras da idiotização do púlpito, e abordar problemas sociais que fazem o dia a dia de milhares de pessoas nas comunidades e favelas espalhadas pelo Brasil. 
Tropa de Elite 2, nos tira do contexto aromatizado e cor de rosa da “espiritosfera” cristã e nos leva ao submundo dos conchavos políticos e das milícias que dominam as cidades. Se não assistirmos filmes como este, poderemos cair no erro da omissão e deixar de debater, discutir e formular ações que deixaram claro ao mundo que sua única esperança é a manifestacão prática dos verdadeiros filhos de Deus e o ideal ético do Reino de Jesus em todo contexto social. Nossa responsabilidade está além dos votos, mas acima de tudo, em nossas próprias mãos e consciência cristã.

15 de out de 2010

Em eleição, todo político vira religioso e todo religioso vira político! Veja a Aliança Cristã para o Civismo.

      Venho recebendo montanhas de e-mails que enchem minha caixa postal sobre os respectivos candidatos políticos e suas pretensões políticas “satanizadas” de acabar com a igreja e o cristianismo, como se Deus colocasse na mão de homens a decisão da história.
O fato é que levantar a bandeira política em detrimento de quem é mais cristão é uma grande falácia, uma vez que em épocas de eleição todo político vira religioso e todo religioso vira político.
Proponho aqui uma coisa que deve ser feita: “Uma Aliança Cristã para o Civismo”. Uma unidade de valores, que nós como cristãos defendemos, e que ninguém se levante em “nome” deste ou daquele, mas da Palavra de Deus. Inspirado em um escrito de Jim Wallis deixo aqui a minha contribuição para que essa aliança cristã para o civismo seja feita.
Assim os candidatos a qualquer cargo público saberão que não nos preocupamos apenas com “quem” ganha, mas sim “como” ganham e “porquê” ganham.
Passe adiante esta idéia, e expresse as suas idéias sobre o exercício da sua cidadania com base nos fundamentos do cristianismo que nós advogamos ao mundo. Estes são os oito pontos principais da nossa ACC (Aliança Cristã para o Civismo).
  1. Comprometemo-nos que o nosso diálogo com o outro vai refletir o Espírito das Escrituras, onde a nossa postura diante do outro, deve ser "pronto para ouvir, porém tardio para falar e tardio para irar-se" (Tiago 1:19).
  2. Acreditamos que cada um de nós, assim como nossos companheiros são criados à imagem de Deus. O respeito que devemos à Deus deve ser refletido na honra e respeito que mostramos uns aos outros em nossa humanidade comum, especialmente na forma como falamos uns dos outros. "Com a língua bendizemos ao Senhor, e com ela amaldiçoamos aqueles que são feitos à semelhança de Deus ... isso não deve ser assim" (Tiago 3:9-10).
  3. Prometemos que quando discordamos, nós vamos fazê-lo respeitosamente, sem impugnar falsamente motivos aos outros, atacando ou questionando os outros em sua fé, e reconhecendo com humildade que em nossa limitada opinião humana vemos apenas um reflexo obscuro como em um espelho. (1 Coríntios 13:12). 
  4. Nós estaremos sempre atentos a linguagem que usamos para expressar nossas divergências, não sendo nem arrogante nem prepotente em nossas crenças pois sabemos que: “Antes da ruína, gaba-se o coração do homem, e diante da honra vai a humildade." (Provérbios 18:12).
  5. Reconhecemos que não podemos funcionar juntos como cidadãos da mesma comunidade, seja local ou nacional, a menos que estejamos conscientes de como tratamos uns aos outros em busca do bem comum e na vida comum que partilhamos juntos. Cada um de nós deve, portanto, "deixar a mentira, e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo" (Efésios 4:25).
  6. Comprometemo-nos a orar por nossos líderes políticos. Aqueles com os quais podemos concordar, bem como aqueles com os quais podemos discordar. "Eu peço que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças, para os reis e todos os que estão em posições elevadas" (1 Timóteo 2:1-2).
  7. Acreditamos que é mais difícil odiar os nossos adversários e nossos inimigos quando estamos orando por eles. Pois juntos podemos lutar para sermos testemunhas fiéis ao nosso Senhor, que pediu, que todos sejam um. (João 17:22).
  8. Jamais se esqueça, não é o medo que determina o nosso voto, mas sim os nossos valores, afinal Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação. (2Timóteo 1:7).

13 de out de 2010

A morte já não mata mais!


Dizem as escrituras sagradas: "Para tudo há o seu tempo. Há tempo para nascer e tempo para morrer". A morte e a vida não são contrárias. São irmãs. A "reverência pela vida" exige que sejamos sábios para permitir que a morte chegue quando a vida deseja ir.
Há um momento na vida de todos nós que a morte chega, e ela é temida por ricos, pobres, sábios e loucos. Todos temem a morte! Geralmente por que desconhecemos o que vem depois dela. Toda religião se propõe a falar de vida após a morte, mas não explica qual é o caminho para alcançar essa dimensão de existência. 
Historicamente, apenas uma pessoa morreu e ressuscitou, a saber, Jesus Cristo, e apenas ele tem o poder real sobre a morte que cerca toda e qualquer existência. Por isso ele declarou a respeito de tudo que se fala sobre a morte: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida” (Evangelho de João 14:6)
Em Cristo, a morte já não possui mais a última palavra, a morte não determina mais o fim, a morte é a apenas uma passagem que nos leva para viver em uma dimensão mais plena, por isso aquele que está em Cristo já não teme mais a morte. Mas se você ainda não possui essa convicção sobre esse dia que a cada dia se aproxima mais de você, é tempo de entregar sua vida e seu caminho para Ele, pois só Jesus Cristo pode alterar esse destino. Em Jesus, a morte já não nos mata!

6 de out de 2010

Vivendo um cristianismo longe de Cristo

Já tive ideais mais cristãos no início de minha caminhada. Já quis salvar o mundo, e fazer a diferença na história da humanidade. Já sonhei em concretizar a justiça social, acabar com a fome mundial. Já almejei ser publicamente reconhecido, dar conferência e ser ouvido por gente importante.
Hoje, sou egoísta. A pouca caridade que faço é para aliviar a minha consciência e não por amor ao próximo. Não reciclo lixo, não economizo água, não me envolvo em política, não participo nem de reunião para melhorar a vida do síndico do prédio.
Fico penalizado pela fome que acontece no meu bairro e também lá na Africa, presto bastante atenção ao ver as notícias do Datena, enquanto saboreio meu strogonoff de carne com um copo de refrigerante gelado.
Fico com pena de mulheres sendo agredidas fisicamente, e indignado que nada seja feito assistindo a teve de plasma de 50 polegadas na minha sala confortável.
Quando falam de mudar o mundo me lembro das pessoas que gostam de colocar foto de gente pobre com legendas melosas no orkut, twittar que sentem pena das vitimas de terremotos e enchentes, fazer vídeos revoltadinhos no youtube, discutir política no bar, vestir camiseta do Che Guevara e criar powerpoints que demonstram certa indignação... mas tudo isso não muda o mundo em nada.
Só uma coisa me vem a mente, muito pouco faço ou quase nada, parece que o meu cristianismo está longe de Cristo. Reflito isso tudo enquanto ouço a poesia de Almir Sater e Renato Teixeira, que deixo pra você também refletir:
TOCANDO EM FRENTE
Ando devagar. Porque já tive pressa. Levo esse sorriso. Porque já chorei demais. Hoje me sinto mais forte, Mais feliz, quem sabe, Só levo a certeza De que muito pouco sei,Ou nada sei
Conhecer as manhas e as manhãs, o sabor das massas, e das maçãs. É preciso amor pra poder pulsar. É preciso paz pra poder sorrir. É preciso a chuva para florir
Penso que cumprir a vida, seja simplesmente compreender a marcha e ir tocando em frente. Como um velho boiadeiro levando a boiada. Eu vou tocando os dias Pela longa estrada, eu vou, estrada eu sou.
Conhecer as manhas e as manhãs o sabor das massas e das maçãs. É preciso amor pra poder pulsar. É preciso paz pra poder sorrir. É preciso a chuva para florir
Todo mundo ama um dia,todo mundo chora, Um dia a gente chega e no outro vai embora
Cada um de nos compõe a sua historia. Cada ser em si. Carrega o dom de ser capaz, e ser feliz
Conhecer as manhas e as manhãs, o sabor das massas, e das maçãs. É preciso amor pra poder pulsar. É preciso paz pra poder sorrir, é preciso a chuva para florir.

COMPARTILHE

SAIR DA IGREJA LOCAL OU LUTAR POR ELA?

Há uma grande realidade acontecendo todos os domingos em milhares de igrejas no Brasil e quiça no mundo. Pessoas estão saindo de um mini...