TROQUE O "EU" PELO "NÓS"!

Jesus é quem mais claramente fala sobre a morte do “eu”. Do deixar de lado os próprios interesses para nos envolvermos com os interesses do outro. Mas além da missão de amar o outro como a “ti mesmo”, matar o “eu” é um desafio contundente e dolorido.
Somos construídos em nossa sociedade como amantes de nós mesmos. O “eu mereço” faz parte do fundo de cada propaganda que é divulgada hoje. O eixo do mundo gira em torno do “eu”. Vivemos e somos criados como gente ensimesmada. Hoje cada um tem o seu próprio carro, a sua própria tevê, o seu próprio computador, etc. Cada um, cada um...
Até mesmo a religião passa a ser abordada hoje pela ótica da individualidade. Cada um idealiza Deus ao seu próprio gosto. Bem, o mundo solitário e depressivo da pós-modernidade não condiz com o ideal comunitário de Deus.
Deus vive em comunidade (Pai, Filho e Espírito). Jesus ao ensinar a famosa oração, começa dizendo: “Pai NOSSO”, isto é, só dá pra conceber Deus dentro da comunidade, entre dois ou mais reunidos em seu Nome.
Apesar de Deus enxergar nossa demanda existencial como indivíduos, ele nos ensina pelo espírito da comunidade, por isso a igreja tem papel preponderante diante do desenvolvimento cristão. O bordão de Rute para Noemi: “O Teu Deus é o meu Deus!” (Rt 1:16) deixa claro o sentido comunitário a fé. Deus só pode ser percebido e compreendido quando é “Nosso Deus”.
Por isso matar o “eu”, não envolve somente uma mentalidade relacionada o pecado, mas a própria compreensão de quem Deus é, o próprio entendimento sobre Deus é ampliado quando vivo comunitariamente, quando dou lugar ao “Nós”, quando escolho compartilhar com o outro a impressão do divino. Faça uma troca justa com a sua fé, troque o “eu” pelo “Nós” e experimente Deus em uma dimensão ampliada pela vida comunitária.

Nenhum comentário: