A DESORDEM HOMOSSEXUAL É UM PROBLEMA TEOLÓGICO.

Há um anseio velado, escondido no coração de cada ser humano feito a imagem e semelhança de Deus, não importa sua condição social, sexual, religiosa, civil, etc. Fomos criados para conhecer e apreciar a Glória do Criador.
Existimos para proclamá-la, para provar dessa Glória a cada dia de nossa existência. Sim! Eu sei que estou trabalhando com o pressuposto da existência de Deus, e é sobre esse tema que reside toda rebeldia da criação: o “Conhecimento de Deus”. Nós reprimimos e desprezamos esse conhecimento, e a desordem e caos instaurado em toda a criação é a consequência dessa ação.
A desordem na vida sexual da sociedade é claramente exposta por Paulo na carta aos Romanos. (Rm 1:21-27)
Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.
E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.
Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.”(grifo meu)
Isto significa que ao trocar Deus por coisas banais, o próprio Deus entrega tais pessoas a uma desordem de valores e procedimentos que levam a uma vida de depravação. Quando o homem tem a capacidade de enxergar algo maior do que ele mesmo, neste caso Deus, seja através da Palavra ou das coisas criadas, o homem pode experimentar a cura da própria alma. O objetivo final do Evangelho é ver, mostrar e provar a Glória de Deus em Cristo. Ele é a imagem do Deus invisível (Cl 1:15)
A criminalização da sociedade instaurada pelo STF, ao considerar a homofobia um crime, é claramente uma arma contra os princípios teológicos da fé. Uma vez que toda argumentação filosófica sobre o tema se esvai diante da criminalização.
A própria natureza da criação afirma que existe apenas dois gêneros sexuais, homem e mulher. Não existe uma terceira via ou possibilidade. Ainda que os homossexuais neguem a Palavra de Deus, jamais poderão negar sua própria natureza. Mas por não conhecerem Deus, nem a sua palavra, jamais poderão compreender a sua própria natureza, e negam aquilo que são: homens ou mulheres.
Não adianta discutirmos a isenção ou validade da Pl 122. Essa discussão é teológica, não civil ou partidária. Ser homossexual não é uma opção sexual, mas uma convicção teológica. Todo aquele que nega sua própria natureza, nega obviamente a criação estabelecida pelo Criador. Nega o próprio Deus.

Um comentário:

shalomlive disse...

estás coberto de razão,e validade teologica,o mais é só barulho que não nos levará a lugar nenhum.....Deus em Cristo o abençoe....SHALOM