7 RAZÕES "NÃO-BÍBLICAS" PARA SER CRISTÃO!


  1. Sou cristão, não porque tudo o que de bom existe veio do Cristianismo. Não presenteamos o mundo com a serena beleza de um jardim japonês, a antiga arquitetura grega, ou com os sonetos de Shakespeare, ou ainda os quartetos de Beethoven. Mas Jesus e seu estilo de vida inspiraram e inspiram mais a bondade, do que qualquer outra tradição na história do mundo.
  2. Sou cristão, não para defender os erros cometidos no passado “em nome” do Cristianismo. Que mesmo apesar dos traumas e cicatrizes deixados pelas instituições, ser cristão é estar além da lente denominacional humana, e saber que a igreja é e sempre será uma instituição divina. O que aconteceu ou acontece não define quem somos. O cristianismo não é vítima do destino, mas condutor da fé na história. Pertencer a igreja, significa aprender a desenvolver a habilidade de rir dos problemas, não perder o humor ou a fé, e acreditar na redenção final da história do homem e na instituição como instrumento de agrupamento de comuns, sem ela não podemos construir o ideal da “família da fé”.
  3. Sou cristão, não porque acredito que somos mais inteligentes, bem sucedidos, melhores, virtuosos, ou criativos do que outras pessoas que professam outra religião ou estilo de vida. A nossa grande diferença não está no que somos, mas no que somos convocados a ser.
  4. Sou cristão, porque acredito que o mundo e a história possuem um propósito moral para além da própria existência, portanto, sou um guardião de sonhos e do futuro das próximas gerações. A vida humana é sagrada, pois todos são iguais perante Deus e merecem as mesmas oportunidades.
  5. Sou cristão, porque homens e mulheres no passado, se comprometeram a viver uma ética e uma verdade como estilo de vida, sacrificando muito de suas vidas, para que pudéssemos receber a esperança de vida como herança eterna.
  6. Sou cristão, apesar de ver o Cristianismo sofrer tantas perseguições, zombaria, injustiça e rotulações ao redor do mundo, principalmente em relação aos missionários em países de administração política totalitária, isso não desmotiva nossa fé, nem nossa perspectiva de alcançar o “mundo todo” com a Pregação do Evangelho. Como cristãos diante das lutas, não esperamos congratulações, mas um verdadeiro cristão, continua dando a sua vida pelo resgate de muitos.
  7. Sou cristão, porque amo a Bíblia, sei que Deus não é uma “coisa” que está em todo objeto religioso ou nas forças da natureza, mas sim nos significados morais, no poder da educação do homem como tarefa sagrada, na dignidade e no exercício da liberdade humana, fazendo da humanidade, grupos comunitários, de indivíduos mais “pró-fundos”, sustentando o poder em cada um de ser uma agente moral da história e realizar o milagre de transformar a terra em pedaços do céu.

Nenhum comentário: