DICAS DE COMO PASTOREAR O SEU PASTOR(A).

Hoje é comum vermos inúmeros sites, revistas e pessoas reclamando das atitudes pastorais, dos deslizes das lideranças eclesiásticas, enfim, uma série de problemas que acontecem entre líderes é exposto para uma multidão de pessoas que vêem neles super-homens ou mulheres, que não sentem dor, não possuem sentimentos, não sofrem limitações. Por isso precisamos saber que pastores também precisam de pastoreio. Isto é, precisam de cuidados como qualquer outra pessoa. Por quê não tentamos pastorear nossos pastores e líderes. Como você pode ser um pastor ou uma pastora de seu pastor ou pastora? 
Aqui vão algumas atitudes para esta missão tão nobre:
  1. Ore pelo seu pastor(a):  É mais valioso para seu pastor que as pessoas convertam o tempo de reclamação em período de intercessão pelo pastor, para ajudá-lo a perseverar diante da guerra espiritual e dos obstáculos ao ministério.
  2. Ore com o seu pastor(a):  Constantemente os pastores estão orando pelas necessidades das pessoas, intercedendo pelos outros, com a sua participação, ele encontrará um parceiro na oração e um amigo que dividirá com ele o futuro das pessoas que frequentam a igreja. 
  3. Aprecie seu pastor(a): Presenteie seu pastor com palavras de apreciação: os homens e mulheres a quem Deus constituiu líderes espirituais, são feitos de carne e osso. Pessoas humanas que, como todo mundo, necessitam de estímulo verbal, de palavras encorajadoras, e de apreço, evite o exagero e a bajulação, pois o quê um pastor precisa é sentir o carinho de suas ovelhas e não a falsidade dos “admiradores”. 
  4. Estimule seu pastor(a): Se você tem uma preocupação ou uma crítica construtiva, abençoe seu pastor falando pra ele primeiro, do que para qualquer outra pessoa. Tenha certeza de que você não faz parte daqueles que falam mal ou murmuram pelos cantos da igreja. Nada pode ser mais devastador para um pastor do que trabalhar numa igreja na qual os corredores e esquinas estão habitados por pessoas fofocando, sem amor e coragem para incentivar e confrontar os erros e acertos no trabalho pastoral.
  5. Obedeça a Deus confiando em seu pastor(a): Seu comprometimento com a vida cristã, sua vontade de crescer espiritualmente, são grande fontes de inspiração para que o pastor continue trabalhando com afinco em seu ministério. 
  6. Honre seu pastor em datas especiais para ele: não esqueça de mandar uma mensagem no dia de seu aniversário, dê um simples telefonema, um cartão, por mais simples que seja, expressar nestes dias o quanto é importante o trabalho dele na sua vida gera um tremendo impacto nele e na família pastoral. 
  7. Seja mais próximo do seu pastor(a): Convide-o juntamente com sua família para uma refeição, (um lanche, uma celebração qualquer). Não permita que seu pastor venha à sua casa somente em visitas pastorais, ora para resolver problemas ou orar por enfermos. Faça dele um amigo próximo e mais chegado.
Estas são pequenas atitudes que podem fazer do trabalho pastoral um trabalho mais eficiente. Os primeiros a ganhar com um bom pastor, são as ovelhas mesmos. Portanto invista em seus pastores, proteja-os da maledicência, e dos ataques espirituais, através da sua amizade, apreço e intercessão. Tudo isso é muito importante para o sucesso de um ministério sadio. Tente fazer do trabalho do seu pastor um prazer e não um fardo, fazendo assim você não apenas estará ajudando ele, mas a você mesmo.

Nenhum comentário: