O FUTURO DO PAPAI NOEL NÃO DEPENDE DO QUÊ ACREDITAMOS.


Ninguém personifica melhor o natal do que o famoso velhinho de barba branca. Ele cruzou as linhas religiosas e culturais. O papai Noel tornou-se um personagem importante durante esta temporada. Mesmo os mais conservadores se rendem ao consumismo, chamado sutilmente de “espírito de natal” nesta época, e o papai Noel é o ícone máximo desta escolha. Não importa se você é um ateu, cristão, humanista, cético ou de qualquer outra religião. O papai Noel possui fortes argumentos comerciais para você adquirir tudo que puder nesta época.
Na verdade isso demonstra que o futuro do papai Noel não depende mais do quê acreditamos? Mas sim da economia em que vivemos, como quase tudo nesta planeta invadido pelo capitalismo. Todas as campanhas de marketing, fazem as pessoas aderirem ao frenesi do consumo. Talvez seja para fazer as crianças felizes, e fazer a criança em cada um de nós, mais feliz. Quem não gosta de dar presentes? E receber então? E tudo isso faz parte, precisamos saber lidar com este mundo. Não foi este o legado de Jesus pra nós?
Por isso como cristão, teólogo e pastor, fico irritado quando num extremo, vejo cristãos satanizando tudo o que é natalino, e fazendo do natal uma guerra espiritual sem fundamento algum. No outro extremo, vejo cristãos tão seduzidos pelo consumismo que abraçam a secularização total do natal, deixando de lado sua importância como ferramenta de evangelismo e diálogo entre aqueles que não conhecem o “verdadeiro presente de Deus”.
Sim, podemos usar o natal como um momento de alegria e comunhão entre familiares e amigos, e como uma ótima oportunidade para apresentar o seu verdadeiro significado. Podemos redirecionar as pessoas para o grande sentido desta festa tão singular. Celebre seu natal, alegre sua família com alguns presentes e reparta sua mesa com as pessoas que você ama. Mas não se esqueça, isso tudo só tem sentido, se Jesus for lembrado como o maior presente de todos os tempos.
Que este Natal, com ou sem Papai Noel, seja mais uma oportunidade para demonstrar o espírito de Jesus em tudo o que fizermos. Como cristãos, devemos saber que o Papai Noel jamais fará qualquer concorrência com Jesus, e que virá o dia em que todos os papais noéis e o mundo curvará os joelhos diante do Filho de Deus. Tudo é Dele, por Ele e para Ele. A Ele toda a Glória, e feliz natal à todos.