O QUE VOCÊ QUER SER QUANDO CRESCER?...TEOLÓGO???


Quando era menino, jamais pensei que um dia seria um teólogo. Imaginava outras profissões, não uma vocação para a idade adulta. Ser teólogo não é ser um profissinal da fé, mas um vocacionado por Deus. Já ouvi muitos questionamentos sobre teologia, dentro das igrejas. E é quase uma unanimidade, entre irmãos de algumas delas quando dizem: “Cuidado, se estudar teologia perderá a fé!” Será que a teologia não é importante ou necessária nos dias de hoje? Tudo o que precisamos é somente declarar nosso amor por Jesus?
A reforma protestante nasceu como marco dessa mudança de paradigma. Teologicamente a igreja estava tão afastada do propósito de Deus, que se transformou em uma instituição voltada para dentro de si. Era necessário voltar para a iluminação das escrituras. Se hoje existem igrejas denominacionais, pentecostais, históricas e até mesmo aqueles que acreditam que podem ser crentes sem uma igreja, saibam que para isso houve a necessidade de uma reforma teológica, uma volta as doutrinas bíblicas.
No AT, quando o povo de Israel se rebelava contra Deus, ele levantava uma profeta que trazia novamente a “doutrina” do culto monoteísta ao povo. Jesus afirmou que seu propósito era cumprir toda a lei, através da aplicação prática da doutrina no dia a dia, passava dias na sinagoga “ensinando” todo o povo, e João afirmou que Ele era a própria Palavra da Verdade. Deus ao longo da história levantou reformadores, que tinham como único objetivo despertar a igreja de sua apatia e carnalidade, trazendo novamente a reflexão teológica à tona. Enfim, Deus, contou, conta e sempre contará com os teólogos para re-escrever a história.
Portanto, negar a teologia, é negar o próprio Deus. A razão, em nossos dias tem dado lugar ao “sentir” e “perceber” como se a nossa relação com Deus fosse unicamente extra-sensorial. O que não é verdade, Deus se revela na sua Palavra e nas coisas criadas. Amar a Deus é amar a sua palavra, e se devotar a estudá-la e aprender Dele, através da revelação contida na Escritura Sagrada.
Nossa sabedoria, mentalidade, conhecimentos, intelecto, isto é, aquilo que nos difere da maioria dos animais, é e deve ser usado, como instrumentos de adoração a Deus, como? Estudando Teologia, adquirindo “conhecimento a respeito de Deus”.
Vivemos em uma geração facilmente influenciada pela visão de um líder carismático, e se for pragmático também, melhor ainda, pois responde a necessidade do mercado religioso. Tornamo-nos cativos de argumentos que derrubam todo esforço intelectual dentro das igrejas, substituindo a plenitude do Espírito, pela distração ministerial, promovendo doutrinas inúteis e uma vida fadada a mortandade espiritual.
A Boa teologia é aquela pautada nos textos bíblicos, que gera vida abundante, pra quem dela se vale, e que não satisfaz os caprichos humanos. Teologia nada mais é do que o entendimento de quem Deus revela ser e quais os seus feitos por nós. Teologia diz respeito a vida diária, ao nosso relacionamento com Deus e com os outros, e a maneira como nós olhamos o planeta e a criação. Teologia envolve tudo o quê vemos, e até o que não vemos. Teologia são para aqueles que amam a Deus e que jamais gostariam de decepcioná-lo. Estudar teologia é um sinal de maturidade espiritual, como Paulo afirmou:
“Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino." (1 Coríntios 13:11)

NÃO HÁ FUTURO PRA QUEM VIVE DO PASSADO!


                       
                    “Pare de olhar para onde esteve e comece a olhar para onde pode estar." Esta é a frase qe sintetiza o que quero falar neste post. Somos chamados à olhar para a frente. Apenas voltamos o rosto, para nos lembrar de quais erros não devemos cometer no futuro. Mas parar para lamentar e ficar pensando no que poderíamos ter feito ou não, é um terrível desperdício de energia e reflexão.

Paulo deixou muito claro sobre o que pensar do passado, na sua carta aos Filipenses: "Esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus" (Filipenses 3:13-14). 
Jamais poderemos ter pensamentos alegres acerca do futuro enquanto alimentamos as tristezas do passado. Phillip Raskin mencionou: "Aquele que desperdiça o hoje lamentando o ontem desperdiçará o amanhã lamentando o hoje.”
Não temos permissão para mudar o passado, mas não precisamos condenar nosso futuro por causa dele. Lembre-se sempre, o melhor ainda está por vir! Existem pessoas que apenas vivem da reputação do passado, ou se lamentam por aquilo que o passado lhes tirou. Mas os verdadeiros “bons tempos”, aqinda irão acontecer.
O cristão é ministrado diariamente pelo Espírito Santo a renovar sua esperança. Isto é, acreditar sempre que o presente está construindo um futuro melhor. Ainda não entoamos nossas melhores canções. Ainda não pintamos o nosso melhor quadro, ainda não demos a nossa melhor risada. Repare no que aconselha Eclesiastes 7:10: "Não diga: 'Por que os dias do passado foram melhores que os de hoje?'. Pois não é sábio fazer esse tipo de pergunta."
Nunca permita que o passado ocupe todo o seu presente. Evite pensar demais no passado. Não há nada tão distante quanto uma hora atrás. Saiba que o seu passado jamais se igualará ao seu futuro.