MALDITO É O HOMEM DESCONFIADO! - COMPREENDENDO JEREMIAS 17:5

“Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor!” ( Jeremias 17:5 )

Este é um dos versículos mais mal compreendido da Bíblia. A maioria das pessoas gosta muito de citar o início do versículo, sem completá-lo, e utiliza-o fora do contexto para dizer que, não devemos confiar em nenhum homem. Mas esse idéia é contrária a Bíblia. Se eu acreditasse que realmente não devo confiar em ninguém, como poderia cumprir a palavra que nos deixou Tiago, irmão do Senhor, quando diz: “Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz”.( Tiago 5:16 ).

Um justo com certeza, é alguém que merece a nossa inteira confiança, ou não? Mas o que fazer com o texto de Jeremias, o que ele quer dizer? Bem, nenhum texto deve ser lido fora do contexto. E o contexto seguinte explica o início do versículo: “Maldito aquele homem que faz da sua carne o seu braço, e aparta o coração do Senhor”. O que o profeta está repreendendo aqui, é o homem que confia na sua própria força, que confia na sua capacidade, na sua humanidade, no seu potencial, e se aparta do Senhor. É aquele que acredita que não precisa de Deus, o profeta repreende o homem auto-suficiente.

Por isso, este versículo não se refere aos nossos relacionamentos, muito menos nos impede de confiar em um amigo ou irmão para confessarmos os nossos pecados ou abrirmos determinadas situações. Dentro do mesmo texto, o profeta diz mais a frente: "Mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor, cuja confiança nele está.” (Jeremias 17:7)

Deus confia (espera) em nós, Jesus confiou aos seus discípulos o Seu Evangelho. Paulo confiou na igreja de Corinto (2Co 7:16). Enfim, a confiança é necessária para a maturidade de nossos relacionamentos.

Nenhum comentário: