ONDE ESTAVA DEUS ENQUANTO O PEQUENO AYLAN SE AFOGAVA?


Recebi em meu email, de um conhecido, nesta sexta dia 04/09, um dia depois da fatídica morte do menino Aylan no mar da Turquia, a seguinte pergunta: Bruno, vi a foto deste menino sírio, e me pergunto: Onde está este Deus amoroso que vocês tanto pregam? Como ele pode permitir que um menino desse morra afogado? Onde está este Deus de milagres que você vive falando na sua igreja?…Bem, abaixo, transcrevo minha resposta:
____________________________

Existem pessoas que apenas vivem seus problemas e pronto. Mas existem outras que além dos problemas, elas vivem com um dilema: Por que problemas existem? Por que o mal ocorre? Qual a causa da maldade? E ainda mais: Por que, se existe de fato um Deus bom e todos poderoso, há tanta maldade no mundo?

Todas as pessoas que possuem fé já questionaram por que Deus permite a maldade. Por exemplo, o profeta Habacuque perguntou a Deus: “Por que me fazes ver tanta maldade? Por que toleras a injustiça? Estou cercado de destruição e violência; há brigas e lutas por toda parte.” (Habacuque 1:3). Mas em vez de repreender Habacuque, Deus fez com que suas perguntas fossem registradas na Bíblia para que todos pudessem ler.

Me parece que Deus não tem nenhum problema com perguntas deste tipo. Nós é que temos dificuldade em assumir as respostas destas perguntas. A maldade em si nada é sem um agente do mal, e este agente do mal é todo ser humano que dotado de sua liberdade de escolha faz más escolhas, faz escolhas erradas. Para erradicar a maldade, Deus teria que erradicar o agente do mal, mas é exatamente o ser humano, esse agente, que Deus mais ama.

A Bíblia deixa claro que Deus odeia a maldade e o sofrimento causado por ela. Nos dias de Noé, Deus “sentiu-se magoado no coração” (é isso que significa o termo "e Deus se arrependeu de ter feito o homem”) por causa da violência que tomava conta da Terra. Infelizmente existem escolhas que fazemos que trazem condenações terríveis a nós e aqueles que estão em nossa volta.

Foram atributos humanos que mataram Aylan Kurdi. A ganância, a corrupção, o egoísmo, a intolerância religiosa, a insensibilidade e a crueldade mataram o menino curdo sem pátria de 3 anos de idade.

Mas ainda assim esta resposta não satisfaz. Acaso crianças devem sofrer por decisões tomados por outrem, sejam país, avós ou um desconhecido? E ai fica claro, que nossa capacidade de compreender esta situação é muito pequena. Temos um ângulo muito estreito de visão para questões eternas. Somos mortais, finitos e limitados em nossa inteligência e espiritualidade.

Como Pedro, quando perguntou porque Jesus dormia, enquanto eles pereciam no barco na tormenta? Me parece que em certos momentos da história, Deus parece estar dormindo, desligado desta realidade em que nos metemos. (Marcos 4:38). Mas o fato é que este “sono" de Deus procura desenvolver em nós algum tipo de atitude em relação ao que acontece ao nosso redor. E  então constato o seguinte:

Aylan chegou ao destino certo: "Nos braços do Pai” - Jesus disse que todas as criancinhas viriam à ele. Aylan Kurdi de 3 aninhos está agora confortavelmente com Cristo, possui agora uma pátria eterna. Faz parte de um Reino que jamais terá fim. E é então porque creio que só um Deus Amoroso e Todo Poderoso pode transformar tamanho sofrimento em Salvação Eterna!

Um comentário:

Vânia M. G. Souza disse...

Gostei da sua resposta!
Muito obrigada, Pastor Bruno!