16 de fev de 2016

O QUE UM PASTOR FAZ QUANDO NÃO ESTÁ PREGANDO?

Não sabemos o que um médico faz quando não está atendendo um paciente? Ou o que um professor faz quando não está dando aulas? Provavelmente faz o que a maioria das pessoas fazem quando não estão trabalhando. Agora, muitos acreditam que é fácil a vida de um pastor, por parecer que ele só trabalha quando está pregando. Mas o que pastores fazem quando não estão pregando? Muitos nem imaginam, mas pastores possuem cargos múltiplos.
Algumas pessoas só relacionam a vida de um pastor às atividades que acontecem aos domingos nas igrejas. Mas a vida de um pastor está muito além das atividades dominicais relacionadas com o púlpito. É claro que é extremamente importante a pregação e o preparo para a mesma, mas a vida pastoral exige muito mais do que a maioria das pessoas imaginam. Vou listar pelo menos 15 coisas que fazemos, quando não estamos pregando:
  1. Conselheiro: A grande maioria dos pastores fazem algum tipo de aconselhamento. Em grande parte, o curto tempo de ministração da palavra não é suficiente para ajudar as pessoas da igreja local, e os pastores precisam dedicar tempos à atender suas ovelhas de forma mais pessoal.
  2. Consultor de carreiras: Emprego e carreira são assuntos recorrentes no gabinete pastoral as pessoas. Os impactos profissionais de uma pessoa influenciam na sua capacidade de evolução pessoal. E isso sempre é um assunto importante para o pastor. Pra não dizer nas pessoas que estão buscando trabalho ou procurando alguém para contratar.
  3. Consultor de negócios: Líderes empresariais, geralmente buscam ajuda para  discernir suas decisões corretas. Grande parte deles buscam o pastor para orar e discutir suas idéias e até mesmo sobre novos empreendimentos.
  4. Supervisor de espaços: pastores fazem o papel de supervisão nas instalações da igreja. Mesmo tendo uma excelente equipe de manutenção, os olhos do pastor estão sobre os cuidados do espaço do culto, salas, banheiros e tantas demandas que se exige de uma igreja para atender bem as pessoas.
  5. Juiz de paz: Pastores ajudam na reconstrução de relacionamentos entre casais, pais e filhos e até mesmo sócios. Tentam trabalhar os problemas de divisão e intervém nas crises, exercitando os princípios de cooperação e perdão entre as partes.
  6. Assistente social: O pastor sempre é procurado para melhorar a qualidade de vida de pessoas que atravessam problemas financeiros e situações difíceis na igreja local
  7. Coordenador de voluntários: Todo pastor coordena os esforços mútuos de equipes para encontrarem a comunicação entre as partes e desenvolver projetos comunitários. 
  8. Gerente de Eventos: Todo pastor acaba supervisionando diferentes eventos, e entrando na discussão de detalhes e responsabilidades de papeis e necessidades.
  9. CEO: Todos sabem que Jesus é o “dono" da igreja, mas as responsabilidades administrativas  e gerenciais foram confiadas aos discípulos oficiais, seus pastores e apóstolos. Eles assumem a liderança e decisões estruturais.
  10. Headhunter: Um pastor precisa ter a sabedoria de montar uma boa equipe e precisa procurar suas “cabeças" pensantes para o melhor desenvolvimento do seu ministério. A busca desta equipe é um trabalho duro de “garimpo”.
  11. Contas a pagar e receber: Ministério precisa de dinheiro. E o pastor precisa ser o advogado das contribuições. Geralmente é um grande fardo para o pastor essa tarefa, mas ele precisa pensar de maneira mais macro em relação ao dinheiro e investimentos que o ministério exige.
  12. Instrutor: Pastores ajudam pessoas a encontrarem suas habilidades de alguma forma e fazer essa habilidade funcionar dentro de um ministério da igreja.
  13. Professor: A igreja exige que o pastor seja uma pessoa inteligente e que domine muitos assuntos. Há uma expectativa em relação a compreensão geral do pastor e que ele se comunique e fale bem em púlpito.
  14. Escritor: Existem muitos textos que precisam ser feitos para a igreja, sejam estudos, sejam boletins, sejam temas, sejam sermões, sejam livros, e até mesmo uma porção de emails para toda a igreja, é necessário encontrar tempo e inspiração em meio a toda a correria ministerial.
  15. Relações públicas: Todo pastor administra pessoas e precisa ser um comunicador eficiente. Fazendo com que a visão influencie outras pessoas. É um trabalho que exige amor e cuidado para poder influenciar pessoas. Por isso o trabalho pastoral vai bem atém dos serviços dominicais.

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, e verifiquei que eu estava a seguir sem foto, por motivo de uma acção do google, tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço.
António Jesus Batalha.

COMPARTILHE

SAIR DA IGREJA LOCAL OU LUTAR POR ELA?

Há uma grande realidade acontecendo todos os domingos em milhares de igrejas no Brasil e quiça no mundo. Pessoas estão saindo de um mini...